Como funciona o teste vocacional?

O teste ou orientação vocacional é um instrumento utilizado para identificar aspectos psicológicos e de personalidade de quem é avaliado. As características levantadas são ligadas a um perfil profissional e de carreira possíveis de serem traçados pelo orientando.

Como veremos mais adiante, neste post, o conhecimento sobre si mesmo e a autorreflexão ajudam bastante na hora de passar por esse teste.

Quanto à aplicação, existem duas possibilidades: em grupo e individual. O orientando pode participar também de entrevistas e dinâmicas de grupo, que garantirão resultados mais refinados ao fim do processo.

Quem conduz as etapas é um psicólogo ou um especialista da área da educação, os quais atuam como orientadores vocacionais. O papel desses profissionais se baseia essencialmente em:

*Dar apoio ao examinando ao refletir sobre a própria realidade;
*Detectar eventuais conflitos em meio às escolhas profissionais;
*Ajudá-lo a definir de maneira mais segura e satisfatória o caminho profissional com o qual se identifica.

A quem se destina o teste vocacional?

A orientação é aplicada aos jovens que cursam o ensino médio e que, geralmente, já se preparam para o vestibular. Você deve imaginar a pressão existente nessa fase da vida para escolher a faculdade ideal e a profissão, certo? Não à toa, o teste vocacional é voltado para esse público!

Dúvidas sobre a carreira, no entanto, estão longe de aparecer somente quando se é vestibulando. Seja jovem ou adulto, em algum momento é preciso pedir ajuda especializada — daí a importância do teste vocacional para todas as idades.

Ele é indicado também para quem já tem experiência e atua há bastante tempo no mercado de trabalho, mas se vê insatisfeito com a vida profissional. Nesse contexto, a orientação auxilia na escolha de uma nova profissão ou na recolocação no mercado.

Leave a Reply